Ensino secundário classico e secundário geral

De acordo com os conhecimentos linguísticos do aluno e com a idade dele à chegada ao Luxemburgo, diversas vias são possíveis.

Ensino secundário clássico (ESC)

No sistema luxemburguês, o acesso ao ensino secundário clássico está, em princípio, reservado aos alunos com conhecimentos muito bons em matemática, alemão e francês. Todavia, existem outras vias para os alunos com um nível escolar muito bom, mas que não dominam essas duas línguas.

Turmas ALLET (alemão língua estrangeira) no ciclo inferior (do 7º ESC ao 5º ESC)

Estas turmas recebem alunos que concluíram a escola fundamental com um nível muito bom em francês e em matemática, mas com certas lacunas no alemão. Elas propõem um ensino reforçado do alemão, com o objetivo de frequentar uma turma normal no 4º ESC.

Turmas Francês Mais (7º ESC - 5º ESC)

Estas turmas recebem alunos que concluíram a escola fundamental com um nível muito bom em matemática e alemão, mas com algumas lacunas no francês. Beneficiam de um ensino reforçado em francês, com o objetivo de virem a integrar uma turma regular no 4º ESC.

Turmas de língua veicular francesa - LVF (7e ESC – 5e ESC)

Ao contrário do que acontece nas turmas comuns em que a maior parte das matérias são ensinadas em alemão, todas elas são ensinadas em francês nas turmas LVF. O nível exigido no alemão é idêntico ao de um aluno que terminou a escola fundamental luxemburguesa e o nível de alemão lecionado é o mesmo que nas turmas regulares.

Esta oferta é destinada aos alunos que terminaram a escola fundamental luxemburguesa, mas que preferem as aprendizagens em francês.

A partir do 4º ESC, o aluno integra uma turma comum, em que a língua de ensino das matérias é, de qualquer maneira, o francês.

No Liceu Aline Mayrisch, uma integração progressiva para os 12 – 16 anos

Desde setembro de 2015, o Liceu Aline Mayrisch propõe uma integração progressiva no ensino secundário clássico luxemburguês para jovens dos 12 aos 16 anos que frequentaram o ensino primário e/ou secundário no estrangeiro.

A prioridade pedagógica é dar um apoio personalizado na aquisição e mesmo no aperfeiçoamento das línguas luxemburguesa, francesa, alemã ou inglesa, que são as línguas veiculares das turmas.

O que se pretende é permitir que estes jovens sigam um currículo escolar “normal” no ensino secundário luxemburguês e beneficiem do multilinguismo deste sistema.

Inscrição no próprio liceu:   

‘Bac’ internacional

O diploma do Bacharelato Internacional (BI) é um ensino secundário clássico proposto por 3500 liceus em 143 países. O diploma, que é proposto no Lycée Technique du Centre e no Athénée de Luxembourg, é reconhecido pela lei luxemburguesa como sendo equivalente ao diploma de fim de estudos secundários. É destinado aos jovens chegados recentemente ao país, bem como a jovens que optaram por estudos secundários em francês ou inglês, capazes de acompanhar um ensino secundário de alto nível. Os exames escritos, que se realizam no final do currículo estão sujeitos, em grande parte, a uma avaliação externa, que se baseia numa rede global de 9000 examinadores especializados.

Inscrição direta no liceu escolhido:

Turmas anglófonas no Liceu Michel Lucius

Os alunos seguem todas as aulas em inglês e escolhem o francês e/ou o alemão como segunda e/ou terceira língua. As turmas preparam os alunos para os diplomas e certificados seguintes:

  • International General Certificate of Secondary Education (IGCSE) aos 16 anos;
  • Advanced Subsidiary level (AS-level);
  • Advanced level (A-level) por volta dos 18 anos.

O GCSE internacional, originário do sistema escolar britânico, permite aos alunos continuarem os estudos secundários e prepara-os para os “AS-level” e os “A-level”. Este certifica um nível comparável à aprovação numa turma de 3º ESC do ensino secundário clássico ou do 3º ESC do ensino secundário geral no sistema luxemburguês normal.

A qualificação ‘A-level’ é proposta em mais de 125 países. Esta certifica que o aluno completou os estudos secundários ou pré-universitários, com aproveitamento.

Escola internacional de Differdange e de Esch-sur-Alzette (EIDE)

Esta escola, que abriu portas em setembro de 2016, propõe as secções francófona e anglófona do ensino fundamental (primário) até ao Bacharelato europeu. Segue o programa das escolas europeias, apesar de ser uma escola pública, aberta a todos. A EIDE também propõe turmas de acolhimento para os alunos recém-chegados (que saibam francês, inglês, alemão ou português) e turmas da secção preparatória, de acordo com o programa do ensino secundário geral luxemburguês.

  • Inscrição diretamente na EIDE

Ensino secundário geral (ESG)

Turmas para alunos recém-chegados de 12 a 15 anos

Os alunos que chegam ao país sem saber, nem alemão, nem francês, são admitidos numa turma de acolhimento. Aí seguem, nomeadamente, um ensino intensivo em francês e cursos de iniciação ao luxemburguês. O Conselho de turma avalia os conhecimentos do aluno e decide, no momento considerado adequado, integrar o aluno na turma que melhor corresponde às suas competências em línguas e ao seu nível geral. Cerca de 20 liceus propõem essas turmas.

Uma turma de inserção é uma turma do ciclo inferior (7º ESG, 6º ESG, 5º ESG) do ensino secundário geral destinada aos alunos que alcançaram um excelente nível escolar no país de origem, mas que que não dominam ou têm poucos conhecimentos das línguas lecionadas no Luxemburgo. Aí seguem um ensino intensivo nas línguas francesa ou alemã (escolhido em função das lacunas relacionadas com o conhecimento das línguas). Também aí são ensinadas as outras matérias do ciclo inferior que fazem parte do programa curricular de aulas do ciclo inferior do ensino secundário geral.
A condição para se ser admitido numa turma de inserção é a aprovação no teste de admissão.

Turmas de língua veicular francesa (7º ESG, 6º ESG, 5º ESG)

Em contraste com as turmas habituais, em que o ensino é sobretudo em alemão, todas as disciplinas são ensinadas em francês nas turmas de língua veicular francesa (LVF). O nível exigido no alemão é idêntico ao exigido a um aluno proveniente da escola fundamental luxemburguesa e aí o alemão é  ensinado ao mesmo nível que nas turmas regulares.

Esta proposta dirige-se a alunos provenientes da escola fundamental luxemburguesa, mas que preferem as aprendizagens em francês.

A partir do 4º ESG do ensino secundário geral, o aluno é integrado numa turma regular ou numa turma com regime linguístico específico (RLS - ver abaixo).

Turmas provisórias para jovens e adultos

As turmas  de acolhimento para jovens adultos (CLIJA para os de 16 anos e CLIJA + para os de 17 a 24 anos) são turmas de acolhimento para os jovens adultos recentemente chegados ao país. Oferecem uma formação de base em francês que permite o acesso ao ensino secundário geral ou à autonomia social e económica.

As turmas de 9+ inserção propõem uma formação flexível e personalizada a adultos recém-chegados (com 18 anos ou mais, (sem limite de idade)) e que dominam o inglês e o alfabeto latim, mas que não possuem as competências necessárias nas línguas e na matemática para integrarem os sistema de formação qualificante. O francês é lecionado de um modo intensivo. Estas turmas são propostas em diversos locais, atendendo à necessidade (ver formação de adultos ˃ 2ª via de qualificação)

  • Inscrição junto da CASNA

Turmas com regime linguístico específico para alunos de 15 anos e mais que dominam o francês

No ciclo médio e superior (alunos de 15 anos e mais), existem turmas com um regime linguístico específico (RLS) para alunos com conhecimentos insuficientes de alemão ou com nenhum conhecimento. Em certas turmas a aprendizagem do alemão continua (ou começa) como língua estrangeira. Nas restantes disciplinas, o programa continua a ser o mesmo das outras turmas.

No ciclo superior do ensino geral, são propostas formações profissionais em língua francesa, em diferentes níveis:

  • diploma de fim de estudos secundários
  • diploma de técnico (DT)
  • diploma de aptidão profissional (DAP)
  • certificado de capacidade profissional (CCP)
  • A lista dos liceus e das formações organizadas por eles é retomada no folheto Turmas RLS.
  • Inscrição direta no liceu que propõe a formação escolhida.

Formação pré-profissional para os 16 – 18 anos

Os Centros Nacionais de Formação Profissional (CNFPC) em Ettelbruck e Esch, organizam cursos de orientação e iniciação profissional (COIP), assim como, em algumas áreas, uma formação chamada "entidade empregadora" que prepara para o certificado de capacidade profissional (CCP).

Esta via é destinada aos jovens de 16 a 18 anos, que já conhecem o alfabeto latino e que desejam obter uma formação profissional de tipo CCP ou DAP.

  • Inscrição junto dos CNFPC

Última atualização