Ensino secundário classico e secundário geral

De acordo com as competências em línguas do aluno e com a idade dele à chegada ao Luxemburgo, diversas vias são possíveis.

Ensino secundário clássico

No sistema luxemburguês, o acesso ao ensino secundário clássico está, em princípio, reservado aos alunos com conhecimentos bons em matemática, alemão e francês. Todavia, existem outras vias para os alunos com um nível escolar muito bom, mas que não têm as competências linguísticas necessárias.

Turmas ALLET (alemão língua estrangeira) no ciclo inferior (do 7.o ESC ao 5.o ESC)

Turmas ALLET (alemão língua estrangeira) no ciclo inferior (do 7.o ESC ao 5.o ESC)

Estas turmas recebem alunos que concluíram a escola fundamental com um nível bom em francês e em matemática, mas com certas lacunas no alemão. Elas propõem um ensino reforçado do alemão, com o objetivo de frequentar uma turma normal no 4.o ESC.

Turmas Francês Mais (7.º ESC - 5.º ESC)

Estas turmas recebem alunos que concluíram a escola fundamental com um nível bom em matemática e alemão, mas com algumas lacunas no francês. Beneficiam de um ensino reforçado em francês, com o objetivo de virem a integrar uma turma regular no 4.º ESC.

 

Turmas de língua veicular francesa, ensino "clássico" - LVF (7.º ESC – 5.º ESC)

Ao contrário do que acontece nas turmas comuns em que a maior parte das matérias são ensinadas em alemão, todas elas são ensinadas em francês nas turmas LVF. O nível exigido no alemão é idêntico ao exigido a um aluno proveniente da escola fundamental luxemburguesa e aí o alemão é ensinado ao mesmo nível que nas turmas regulares.

Esta proposta dirige-se a alunos provenientes da escola fundamental luxemburguesa, mas que preferem um ensino em francês.

A partir do 4.º ESC, o aluno integra uma turma comum, em que a língua de ensino de todas as matérias é o francês.

Uma integração progressiva para os 12 – 16 anos

O Liceu Aline Mayrisch propõe uma integração progressiva no ensino secundário clássico luxemburguês para jovens dos 12 aos 16 anos que frequentaram o ensino primário e/ou secundário no estrangeiro.

A prioridade pedagógica é dar um apoio personalizado na aquisição e mesmo no aperfeiçoamento das línguas luxemburguesa, francesa, alemã ou inglesa, que são as línguas veiculares das turmas.

  • O que se pretende é permitir que estes jovens sigam um currículo escolar “comum” no ensino secundário luxemburguês e beneficiem do multilinguismo.
  • Inscrição no próprio liceu: Admissão de alunos com um contexto escolar internacional
  • Informações junto da CASNA para os alunos recém-chegado.
‘Bac’ internacional

O diploma do Bacharelato Internacional (BI) é um ensino secundário clássico proposto por 3 500 liceus em 143 países. O diploma, que é proposto no Lycée Technique du Centre, no Lycée Mathias Adam em Pétange e no Athénée de Luxembourg, é reconhecido pela lei luxemburguesa como sendo equivalente ao diploma de fim de estudos secundários. É destinado aos jovens chegados recentemente ao país, bem como a jovens que optaram por estudos secundários em francês ou inglês, capazes de acompanhar um ensino secundário de alto nível. Os exames escritos, que se realizam no final do currículo estão sujeitos, em grande parte, a uma avaliação externa, que se baseia numa rede global de 9 000 examinadores especializados.

Ver também: Oferta linguística internacional / International schooling

  • Inscrição direta no liceu escolhido:

Bacharelato internacional em francês no Lycée technique du Centre

Bacharelato internacional em inglês no Athénée de Luxembourg

Bacharelato internacional em francês no Lycée Mathias Adam em Pétange

  • Informações junto da CASNA para os alunos recém-chegado.
Ensino internacional anglófono

A International School Michel Lucius (LML) propõe turmas anglófonas que levam aos diplomas britânicos (International General Certificate of Secondary Education (IGCSE), Advanced Subsidiary level (AS-levels) e Advanced level (A-levels).

  • Inscrição diretamente no Lycée Michel Lucius
  • Informações junto da CASNA para os alunos recém-chegado.
Ensino europeu público

Várias escolas públicas internacionais funcionam com base nos programas, critérios de promoção e grelhas horárias do sistema das escolas europeias. São abertas a todos os alunos, sem custos de matrícula. Propõem o ensino secundário europeu (7 anos), em secções francófona, anglófona e germanófona, que leva ao “Baccalauréat” europeu. Falamos das seguintes escolas:

As outras secções, relativas às línguas maternas dos países membros da União Europeia, são oferecidas em escolas europeias que não fazem parte do sistema público de educação.

  • Inscrição diretamente nas escolas internacionais
  • Informações junto da CASNA para os alunos recém-chegado.
Ensino secundário geral
Turmas de acolhimento e de inserção para alunos recém-chegados de 12 a 15 anos

Os alunos que chegam ao país sem conhecimentos da língua francesa são admitidos numa turma de acolhimento. Aí seguem, nomeadamente, um ensino intensivo em francês bem como cursos de iniciação ao luxemburguês. O Conselho de turma avalia os conhecimentos do aluno e decide, no momento considerado adequado, integrar o aluno na turma que melhor corresponde às suas competências em línguas e ao seu nível geral. Vinte liceus propõem essas turmas.

Uma turma de inserção é uma turma do ciclo inferior (7o ESG, 6o ESG, 5o ESG) do ensino secundário geral destinada aos alunos que com um excelente nível escolar no país de origem, mas sem conhecimento aprofundado das línguas ensinadas no Luxemburgo. Aí seguem aulas de aprendizagem intensivo nas línguas francesa ou alemã (escolhido em função do nível linguístico). As outras matérias que fazem parte do programa curricular de aulas do ciclo inferior do ensino secundário geral também são ensinadas aí.

A condição para se ser admitido numa turma de inserção é a aprovação no teste de entrada.

Turmas de língua veicular francesa (7o ESG, 6o ESG, 5o ESG)

Todas as matérias são ensinadas em francês nas turmas de língua veicular francesa (LVF), ao contrário do que acontece nas turmas comuns em que a maior parte delas são ensinadas em alemão. O nível exigido no alemão é idêntico ao exigido a um aluno proveniente da escola fundamental luxemburguesa e aí o alemão é ensinado ao mesmo nível que nas turmas regulares.

Esta proposta dirige-se a alunos provenientes da escola fundamental luxemburguesa, mas que preferem um ensino em francês.

A partir do 4o ESG do ensino secundário geral, o aluno é integrado numa turma regular ou numa turma com regime linguístico específico (RLS - ver abaixo).

Turmas provisórias para jovens e adultos

As turmas de acolhimento para jovens adultos (CLIJA para os jovens de 16 a 17 anos e CLIJAA para os de 18 a 24 anos) são turmas de acolhimento para os jovens adultos recentemente chegados ao país. Oferecem uma formação de base em francês que permite o acesso ao ensino secundário geral e uma autonomia no contexto social e económico.

As turmas de "9+ inserção" propõem uma formação flexível e personalizada a adultos recém-chegados (com 18 anos ou mais, sem limite de idade) e que dominam o inglês e o alfabeto latim, mas que não possuem as competências necessárias nas línguas e na matemática para integrarem o sistema de formação qualificante. O francês é lecionado de um modo intensivo. Estas turmas são propostas em diversos locais, atendendo à necessidade (ver também: formação de adultos - 2ª via de qualificação).

  • Informações junto da CASNA para os alunos recém-chegados
Turmas com regime linguístico específico para alunos de 15 anos que dominam o francês

No ciclo médio e superior (alunos de 15 anos e mais), existem turmas com um regime linguístico específico (RLS) para alunos com poucos ou nenhum conhecimento de alemão. As matérias são lecionadas em francês. Em certas turmas a aprendizagem do alemão faz-se como língua estrangeira. Nas restantes disciplinas, o programa continua a ser o mesmo. No ciclo superior do ensino geral, são propostas formações profissionais em língua francesa, em diferentes níveis:

  • diploma de fim de estudos secundários
  • diploma de técnico (DT)
  • diploma de aptidão profissional (DAP)
  • certificado de capacidade profissional (CCP)

A lista dos liceus e das formações propostas é retomada no folheto Turmas RLS..

Matrícula junto do liceu em questão.

CLIJAA profissional para os 18 – 24 anos

Os Centros Nacionais de Formação Profissional (Centres nationaux de formation professionnelle - CNFPC) em Ettelbruck e Esch-sur-Alzette organizam cursos de orientação prática, essencialmente em oficinas destinadas à prática, ao reforço e à adaptação do francês às profissões, assim como cursos de francês e matemática. A terminologia da profissão é uma prioridade. Os cursos de francês e matemática completam a gama.

Esta via destina-se aos jovens dos 18 aos 24 anos, atualmente inscritos num CLIJA ou CLIJAA, que compreendem a língua oralmente, mas cujo nível de francês é demasiado baixo para que possam ser orientados para um CCP no fim do ano letivo.

  • Inscrição junto dos CNFPC
  • Informações junto da CASNA para os alunos recém-chegados

A Escola Nacional para Adultos (École nationale pour adultes - ENAD) organiza turmas CLIJA2 e CLIJA3 que preparam os alunos para o Diploma de Acesso ao Ensino Superior (DAES) francófono ou anglófono.

Critérios de admissão para o CLIJA2:

  • Francês – nível principiante B1;
  • Inglês– nível principiante B1;
  • Luxemburguês – nível principiante A2;
  • Matemática – nível 5.o;
  • Idade mínima de 18 anos.
  • Critérios de admissão para o CLIJA3: inglês – nível B1 adquirido;
  • Ser titular de um diploma de conclusão do ensino secundário não reconhecido no Luxemburgo ou paragem um ano antes da obtenção;
  • Idade mínima de 18 anos.
    • Inscrição junto da ENAD
    • Informações junto da CASNA para os alunos recém-chegados

A Escola de Hotelaria e Turismo do Luxemburgo (École d'hôtellerie et de tourisme du Luxembourg - EHTL) oferece turmas anglófonas e francófonas. De realçar que os alunos devem ter um nível A2 em francês ou inglês (com noções de francês) e uma alfabetização em latim para participar.

As turmas destinam-se aos jovens de menos de 18 anos com interesse pelo setor HoReCa e, mais precisamente, pela cozinha, serviço e pastelaria.

  • Inscrição junto da EHTL
  • Informações junto da CASNA para os alunos recém-chegado. 

Última atualização